CÂMARA DE VEREADORES DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE AVARÉ

Avenida Gilberto Filgueiras, 1631 - Alto da Colina - Avaré-SP - CEP: 18706-240

Fone: 0800-77-10-999 / (14) 3711-3070 / (14) 99726-5444 / (14) 99786-2458

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8hs às 17h30. Sessões Ordinárias: Toda segunda-feira às 19hs

conteudo
CP do caso Tucão ouve Edi Fernandes e Valdinei Muniz
 

Os vereadores que compõem a Comissão Processante (CP) que investiga uma suposta quebra de decoro parlamentar por parte do vereador Júlio César Theodoro, o Tucão (DEM), realizaram, na última semana, mais quatro oitivas.

A CP é formada pelos vereadores Edinho da Farmácia (presidente), Vi Cortez (relatora) e Carlos Alberto Estati (membro). As oitivas também vem sendo acompanhadas pelo vereador Tucão e por suas advogadas Natalie Biazon e Camille Lopes.

O diretor da Câmara de Avaré, Cristiano Augusto Porto Ferreira, foi a primeira testemunha ouvida na manhã do dia 25.

De acordo com o diretor, ele trabalha há 18 anos no Legislativo e nunca viu atos irregulares praticados por Tucão.

Na sequencia foi a vez do ex-chefe da garagem municipal Carlos Roberto “Bagaceira” testemunhar e afirmar que nunca teve problemas com o vereador, enquanto esteve na Prefeitura de Avaré.

“O caminhão era dirigido pelo Décio Gambini (que prestava serviço terceirizado para a Prefeitura) e foi buscar alimentados a pedido do prefeito na época, o Rogélio Barcheti”, disse Bagaceira. Segundo ele, Gambini ainda prestava serviço de remoção de entulho e galhadas para o município.

Questionado se já teria recebido algum pedido de favor de Júlio César Theodoro, Bagaceira negou. “Enquanto fui chefe da garagem, Tucão nunca me pediu nada”.

Ainda na manhã de quarta-feira, os vereadores ouviram o depoimento da ex-assessora parlamentar Edi Fernandes.

O depoimento de Edi Fernandes demorou cerca de duas horas por causa da exibição de um vídeo dos esclarecimentos prestados pela ex-assessora à Justiça Federal.

Aos vereadores, Edi Fernandes voltou a afirmar que procurou a então presidente do Conselho de Obras Sociais de Avaré (Cosa), Vera Arca, porque precisava de uma entidade social que pudesse receber alimentos doados pela Companhia nacional de Alimentos (Conab). “Li uma matéria em um jornal que falava a respeito da Conab e dizia que, através de uma entidade, eu poderia conseguir alimentos para ajudar as pessoas. Perguntei para o Tucão, na época, sobre o Cosa e ele me explicou e me orientou a procurar a presidente da entidade”, afirmou.

Fernandes afirmou que procurou Vera Arca e a presidente tinha conhecimento de que o alimento não iria para o Cosa, mas sim seria destinado a uma associação de bairro, da qual Edi ainda é presidente.

Durante seu depoimento, Edi Fernandes foi questionada a respeito do papel de Fábio de Campos Silva, ex-assessor do vereador Tucão, que também foi condenado na mesma ação. “Ele preenchia os ofícios para mim, não só os da Conab, mas de várias outras coisas que as pessoas me procuravam com reivindicações para os vereadores”.

Na época, ela trabalhava como assessora do presidente do Legislativo e diz ter pedido autorização para Tucão, para que seu assessor fizesse a documentação que ela precisava.

Assim como o Cosa, Edi Fernandes afirmou que o Fundo Social de Avaré, na época, recebeu a doação de alimentos sabendo da procedência.

Mesmo tendo intermediado a doação de alimentos, Edi Fernandes afirma que nunca precisou prestar contas ao Cosa das sacas de feijão doadas.

A ex-assessora negou que Tucão, em algum momento, tivesse pedido que ela retirasse alimento junto a Conab.

Ela não soube informar qual a relação existente entre Tucão e o motorista Décio Gambini e nem se o vereador recebeu ou pagou alguma quantia em dinheiro a Gambini.

Finalizando as oitivas do dia 25, os vereadores ouviram o jornalista Valdinei Muniz, autor da denúncia que deu origem ao processo na justiça contra o vereador.

De acordo com Muniz, na época, a denúncia foi feita depois que várias informações chegaram até ele a respeito de uma possível irregularidade na distribuição dos alimentos vindos da Conab. “Fiz isso (a denúncia) para que pudesse ser investigado o fato que me denunciaram como jornalista”, afirmou.

Valdinei Muniz, no entanto, reconheceu que só foi “investigar” os fatos após uma audiência judicial. “Depois desse dia, como jornalista, fui mais a fundo nessa história e cheguei a conclusão de que o feijão não foi distribuído como passaram para mim, quem fez a distribuição foi a Associação da Edi Fernandes e não o Tucão”, disse.

Ele ainda afirmou que, também após esta audiência, investigou uma possível ligação entre Edi Fernandes e o vereador e chegou a conclusão “que ela não era mesmo assessora dele e não tinha ligação com ele”.

Aos vereadores que compõem a CP, Valdinei Muniz confirmou que já fez mais de 200 denúncias à Justiça, envolvendo políticos e pessoas públicos, porém, afirma que “nunca foi instigado por ninguém a fazê-las”.

Questionado se hoje protocolaria uma denúncia contra Tucão, o jornalista disse que não, já que acredita que o vereador não tenha feito nada irregular.

Finalizando sua oitiva, Valdinei Muniz ainda foi questionado a respeito de uma possível aproximação que existiu recentemente entre o vereador e ele. Vi Cortez perguntou ao jornalista se estes contatos teriam a ver com a “denúncia do feijão”.

De acordo com Muniz, essa aproximação aconteceu por ambos serem presidentes de partidos. “Havia a possibilidade de coligarmos para a eleição deste ano, mas isso acabou não acontecendo”, finalizou.

 

 

Fonte: Assessoria de imprensa do Legislativo

Data: 03/11/2016

Voltar para inicial   Mais notícias...

Ultimas notícias
O Legislativo agora tem seu próprio semanário Publicado em 04/07/2022

Audiência Pública - FREA Publicado em 23/06/2022

Audiência Pública - AVAREPREV Publicado em 23/06/2022

Acesse mais noticias

Agenda
27/07/2022 - Audiência Pública - AVAREPREV, referente ao 1º quadrimestre de 2022.
27/07/2022 - Audiência Pública - FREA, referente ao 1º quadrimestre de 2022.
09/06/2022 - Audiência Pública da Gestão Fiscal - Câmara e Prefeitura - referente ao 1º quadrimestre de 2022.
09/06/2022 - Audiência Pública - LDO

Mais eventos


Links
Assuntos
Midias
Mapa do Site

Acesso à Informação (e-SIC)
Câmara de Vereadores da Estância Turística de Avaré

Copyright © 2015-2021 - Todos os Direitos Reservados à Câmara de Vereadores da Estância Turística de Avaré

Desenvolvido por DZ Web & Design